FATORES DE CRESCIMENTO - UMA NOVA ARMA CONTRA A ALOPECIA X

Uma nova frente de tratamento se abre como mais uma “arma” contra a Alopecia X. São os fatores de crescimento, notadamente alguns dos fatores de crescimento de fibroblastos e o fator de crescimento vascular endotelial. Estes fatores de crescimento estão naturalmente envolvidos na regulação do ciclo piloso e na morfogênese do pelo. A partir de DEZEMBRO de 2016 estaremos disponibilizando uma fórmula tópica com nanopartículas destes fatores, especialmente pensada para nossos pacientes – acredito que esta será uma contribuição valiosa no tratamento da Alopecia X. Mas vamos entender melhor do que estamos falando:

FGFs

A família dos fatores de crescimento de fibroblastos (FGF) é composta de 22 membros com uma variada gama de funções biológicas, dentre as quais a angiogênese (formação de novos vasos sanguíneos), crescimento celular e reparação tecidual. Alguns estão diretamente envolvidos no crescimento piloso, inclusive na proliferação de células da papila dérmica (“dormente” e atrofiada na Alopecia X, onde há uma telogenização dos folículos pilosos). O FGF-1 foi identificado como um mediador endógeno crucial no crescimento, desenvolvimento e diferenciação do folículo piloso (13). Na foto acima três grupos de camundongos telogênicos C57BL/6 (uma linhagem especificamente desenvolvida para estudos relativos às alopecias e recrescimento piloso) foram tratados topicamente diariamente com 3 diferentes FGFs – notem a diferença entre os animais tratados e os do grupo controle (não tratados) (figura 1). Os fatores de crescimento foram capazes de induzir o anágeno (fase ativa do crescimento piloso), aumentando o número e o tamanho dos folículos. – isto ocorre devido à indução da Beta-Catenina e do Sonic Hedgehog que tem a capacidade de promover a transição da fase telógena (onde os folículos estão permanentemente estacionados na Alopecia X) para a fase anágena (crescimento ativo do pelo) (1).

VEGF

O VEGF (fator de crescimento vascular endotelial) está relacionado à estimulação da criação de novos vasos sanguíneos. Ao ser usado topicamente há um significativo aumento na vascularização perifolicular, resultando em crescimento piloso acelerado e maior densidade pilosa. Estes resultados identificam o VEGF como um grande mediador do crescimento e ciclagem folicular pilosa. Notem a diferença na imagem (figura 2) entre o crescimento no camundongo normal e no tratado cm um anticorpo anti-VEGF (3).

Bibliografia

1. Wei-hong Lin, Li-Jun Xiang, Hong-Xue Shi, et al., “Fibroblast Growth Factors Stimulate Hair Growth through β-Catenin and Shh Expression in C57BL/6 Mice,” BioMed Research International, vol. 2015, Article ID 730139, 9 pages, 2015. doi:10.1155/2015/730139

 

2. Danilenko D. M., Ring B. D., Yanagihara D., et al. Keratinocyte growth factor is an important endogenous mediator of hair follicle growth, development, and differentiation: normalization of the nu/nu follicular differentiation defect and amelioration of chemotherapy-induced alopecia. American Journal of Pathology. 1995;147(1):145–154.

 

 3. Yano, K., Brown, L. F., & Detmar, M. (2001). Control of hair growth and follicle size by VEGF-mediated angiogenesis. Journal of Clinical Investigation, 107(4), 409–417.

Endocrinologia

Veterinária.com 

M.V. MSc.
Alexandre Bastos Baptista

 

 

  • Facebook Metallic